sexta-feira, 23 de maio de 2008

Algo meio bizarro. Arte entalada na garganta, tipo catarro.

CTRL C+CTRL V
>>
O artista plástico alemão Gregor Schneider está procurando um paciente terminal para participar de uma instalação na qual o doente morreria na galeria de arte.Segundo Schneider, o doente passaria suas últimas horas de vida em uma galeria, no centro de uma instalação aberta ao público.De acordo com ele, todo o processo artístico seria preparado com o consentimento do paciente e de seus familiares, que poderiam determinar como o moribundo seria apresentado.Ele argumenta que tornar a morte pública pode servir para diminuir o medo das pessoas sobre o momento da morte.O artista afirma que a instalação apresentaria a morte de uma maneira respeitosa e humana, e com um mínimo de privacidade – o doente ficaria em um espaço fechado com acesso controlado.“Essa idéia já me persegue há mais de dez anos”, disse o artista em uma entrevista à imprensa alemã.Caso consiga realizar a instalação, esta não será a primeira vez que a morte seria tema de uma obra de Gregor Schneider.Ele já produziu uma instalação onde uma mulher morta era representada por um boneco e também já encenou sua própria morte, além de ter produzido esculturas relacionadas com o tema.

RETIRADO D >> http://showbusiness.itaipuonline.com.br/wordpress/

www.gregorschneider.de

sábado, 10 de maio de 2008

Scaneia.O lixo é luxo.


O trabalho de Guilherme Maranhão é muito legal.

Ele usa criatividade, metareciclagem e cria um mundo de imagens que nos fazem pensar muito na duração de um movimento, no que acontece nos rápidos vai- e- vem da cidade.


"Guilherme Maranhão investiga um caminho entre a fotografia e o lixo, a refotografia. Aprendeu a fotografar nos jornais da cidade de São Paulo. Sempre procurava boas ofertas quando comprava filme e acabava optando por aqueles com a validade vencida e com desconto também. Isso se tornou um hábito tão grande que Guilherme não tem comprado filme, tem usado tudo o que outros fotógrafos, pessoas e lojas consideram inútil, ou o lixo que os amigos guardam para ele. Sua paixão por lixo se estendeu e ultrapassou os limites da fotografia e volta e meia ele pode ser visto bisbilhotando caçambas de entulho pelas ruas da cidade atrás de algo que ainda tenha alguma utilidade. Além disso Guilherme dá aulas e cursos sobre esse reaproveitamento que ele faz do materiais dentro da fotografia, mostrando às pessoas como é simples fazer fotografias e evitar desperdício ou excesso de lixo. "


Pra quem se interessar:
Ateliê da Imagem
Dia 07/06/08
9:30 as 18:30
Projeto Experiência com Guilherme Maranhão: Construção de uma Câmara Digital Artesanal
Guilherme Maranhão
Nesta oficina, o aluno aprende a desmontar um scanner de mesa e a remontá-lo na forma de uma câmera digital. Antes de desmontar o scanner, o professor orienta os alunos quanto a formação de imagens de qualquer scanner e seu funcionamento básico. Questões como qual o melhor modelo para ser desmontado e como conseguir drivers e softwares de funcionamento também são abordadas, pois os aparelhos podem ser conseguidos em lojas de sucata e em geral não vêm com esses acessórios.O aluno aprende a identificar as peças do scanner que serão utilizadas e a adaptá-las para a construção da câmera. Orienta-se quanto ao uso da própria lente do scanner ou de outras objetivas fotográficas e sobre como construir um corpo para a nova câmera ou usar a sucata de um corpo de câmera fotográfica comum.O aluno pode trazer seu próprio computadore para utilizar em aula, mas não é necessário. Duas câmaras diferentes serão construídas durante a aula e o aluno poderá fotografar com elas.

quinta-feira, 8 de maio de 2008

"I write with light".André Kertész


>>
Resultado da busca
2 livros encontrados em 0,4067 segundo
Autor ou titulo: +Andre +Kertesz
"André Kertész bought his first camera and made his first photograph while working as a clerk at the Budapest stock exchange in 1912. After years of amateur snapshot photography in his native Hungary, he moved to Paris in 1925 and began a career as a freelance photographer. There the young transplant, speaking little French, took to the streets, wandering, observing, and developing his intimate approach to imagemaking. He also met and began to photograph other artists, including Brassaï. From 1933 to 1936 Kertész published three books of his own photographs. Immigrating to the United States in 1936, he settled in New York, where he earned his living photographing architecture and interiors for magazines such as House and Garden. It was not until he retired from commercial work at age sixty-eight that Kertész was free to focus again on the more personal subjects that had delighted him as an amateur."
André Kerész cpomprou sua primeira câmera e tirou sua primeira fotografia quando era apenas um funcionário de escritório em Budapeste no ano de 1912. Depois de anos como um fotógrafo amador na Hungria, se mudou para Paris, no ano de 1925, para iniciar uma carreia de freelance na área.Lá, nosso amigo, se lançou nas ruas para observar e desenvolver uma intimidade com a linguagem. Ele também conheceu e começou a fotografar outros artistas, incluindo Brassaï.De 1933 até 1936 Kertész publicou 3 livros sobre suas próprias fotografias.Mudou-se para os Estados Unidos em 1936, ficando em NY, onde se sustentou fotografando para revistas. Isso se deu até se aposentar nos trabalhos comerciais, aos 68 anos, após estava livre novamente para focar seus interesses subjetivos com a objetiva, interesse esse que o despertou como amador.
tradução livre e ideológica pela autora.

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Liisa Lounila


uma artista e tanto!

popcorn é um trabalho de Liisa que tem uma poética fantástica.
Ela dá uma aura as imagens fotográficas, que estão em movimento, mas ao mesmo tempo cristalizadas em seus instantes.
Liisa construiu uma máquina pinhole que capta vários angulos de uma mesma cena e gera um movimento estranho e um tanto quanto "anti-natural".


"She makes time sliced photographs into a 3D experience similar to the techniques used in the film The Matrix."



"Liisa Lounila (Finland) works with both video and photography, and currently also with painting. Most of her works use photography, and she is interested in the still image, the captured moment. Her visual vocabulary is often very simple, since she finds it interesting to work with a limited number of visual elements.Shot with a hand-made 360° pinhole camera, transformed into a video, Lounila describes the shooting technique, which is also known as time-slice photography and a virtual camera: "The camera works by photographing the subject simultaneously from all directions with many separate cameras. When these pictures, each taken from a slightly different angle, are joined together in a film, it creates the illusion of movement around a static subject."
Eu pude ver a geringonça brilhante de Liisa e participar de um de seus experimentos durante o Riocenacontemporanea2007.Sim, ela esteve aqui!

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Hetty Baiz

>>
Figure 4
84" x 48"
body print collage
<<

"
Artists Statement
I work in mixed media and produce both two and three-dimensional work using a wide variety of materials. I draw inspiration from many sources. In this series of work, I use the body as a vehicle for expression. Whether working figuratively or abstractly, I start with an initial idea, put down some marks and let the work evolve. For me, creating is a process of discovery."

Eu trabalho com mídias mistas e produzo trabalhos bi e tridimensionais usando uma variedade de materiais.
Meu desenho é inspirado por diversas fontes.
Nessa série, uso o corpo como veículo de expressão.
Independente de trabalhar com figurativo ou abstrato, eu começo com uma idéia, jogo pra fora alguns traços, e deixo o trabalho acontecer.Para mim, criar é um processo de descoberta.

tradução ideologica e livre da autora.

Livro


Collage, Assemblage, and Altered Art

Creating Unique Images and Objects

Diane Maurer-Mathison

ISBN: 978-0-8230-7113-5

Watson-GuptillBook (Paperback)

$19.958

1/2 x 10 1/2144

pages250

color illustrations

March 2008

A complete compendium—the first book to combine all three forms of collageCollage is more than a pile of snapshots and a glue stick. So much more. Let Collage, Assemblage, and Altered Art lead the way to a whole new way of creating collage! Artist and author Diane Maurer-Mathison begins the book with an overview of collage, including history, tools, and techniques, plus materials and principles of color and design. Then it’s on to the collage projects, from traditional layered-paper-and-glue creations to photomontage to mixed media to digital collage. Next comes assemblage, with three-dimensional objects added to the collage mix to produce memory and shadow boxes, shrines, art dolls, jewelry, and sculpture. The last section, on altered art, reveals how collage and assemblage techniques can be used to transform ordinary objects into extraordinary art. Detailed step-by-steps and clear instructions, plus beautiful full-color photographs of collage, assemblage, and altered art by noted artists, make this the complete reference guide to collage in every dimension.

Collage is hot—assemblage and altered art are the next wave
Dozens of innovative techniques
Lets crafters push the papercrafting envelope with new ideas and inspiration

Diane Maurer-Mathison has work in many museums around the world, including the Cooper-Hewitt Museum and the Harvard University Library. Her books include Art of the Scrapbook and Paper in Three Dimensions. She lives in Spring Mills, Pennsylvania.

19.95 Canadian dollars. Distribution: World. Rights: Watson-Guptill

Add sua picture e faça uma grande colagem!

ERIN JOHNSON


ctrl C + ctrl V
/ / / PHOTOGRAPHY COLLAGE Photography collage completed in 1998 using human models with body paint and over 250 cutout photographic squares.
[VIEW LARGER]

Link-se,Conecte-se e Descubra.

domingo, 4 de maio de 2008

Eu sou Diane Alire



Ela


Uma

colagista

artista
fotógrafa

"I use the computer along
with photoshop to collage and manipulate the images in order to
create the transparencies that are then transferred to a plate.
I enjoy the process of making photo gravures."


Ocorreu um erro neste gadget